Notícias

Outra virtude do ovo é melhorar a fertilidade do homem
Postado em 16/08/2016

Em estudo publicado no journal Human Reproduction, pesquisadores da Universidade da Califórnia (Campus de Berkeley), EUA, relatam que homens saudáveis alimentados com dietas pobres em ácido fólico apresentam um alto nível de anormalidades cromossomáticas no esperma, com efeitos negativos sobre a fertilidade. A suplementação de níveis adequados do também chamado folato corrige esse problema.

Essencial no processo de síntese do DNA, RNA e proteínas e na produção de novas células, o ácido fólico é uma vitamina B hidrossolúvel presente em uma série de alimentos, principalmente legumes, frutas cítricas e… ovos. Assim, conforme nutricionistas, a simples ingestão de dietas baseadas em ovos – omeletes, por exemplo – já é suficiente para preencher os requisitos diários do nutriente.

O estudo revelou que homens nutridos com doses diárias de 772 a 1.150 mcg de ácido fólico apresentaram de 20% a 30% menos anormalidades no esperma do que aqueles que recebiam doses menores. E, nas palavras da Dra. Sharon Natoli, diretoria da Food Nutrition Austrália (uma equipe australiana de médicos dietistas que promovem a boa nutrição), o simples consumo de dois ovos proporciona 48% das necessidades diárias de ácido fólico.

A ausência do folato, porém, não afeta apenas a fertilidade, mas a saúde geral. Pode, por exemplo, conduzir à anemia megaloblástica, que ocasiona (entre outros) perda de apetite, diarréia, desenvolvimento de úlceras dolorosas na boca, alterações de pele, perda de cabelo, cansaço e perda de energia. O problema também é responsável por partos prematuros, malformação de fetos e, nas crianças, retardo do crescimento e da puberdade. Uma extensa lista que pode ser evitada com a ingestão de alimentos simples e comuns como o ovo.